segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

POSSE EM CONCURSO PÚBLICO - A saga acaba ou eu me acabo antes?

Meus caros, nunca imaginei que fosse tão complicado assumir um cargo na Secretaria de Educação por força dos tais exames admissionais.


Enfim, alguns já tinham me alertado que é tudo uma correria mas não sabia que tinha outras curvas essa estrada torta.

Recebi, como todos os meus colegas que - se Deus quiser - tomarão posse dia 15/02, a lista de exames e encaminhamento para perícia médica além de outros documentos, no dia 03/02 após as 16hs, ou seja, uma dia a menos na nossa curta mas eletrizante saga. Mas, como eu queira tentar antecipar cada segundo – os que me conhecem sabem como sou – só não fui direto ao laboratório pois teria que buscar meu filho na escola. Praticamente o arremessei de meu carro e já fui no laboratório: Gostaria de ver quais desses exames posso fazer aqui e se posso fazê-los pelo meu plano de saúde – já disse apresentando o cartão do plano e a bendita lista. A moça me disse que era para eu apresentar o cartão com minha identidade e ficar 12 horas em jejum além de me entregar os potes coletores tradicionais dos #1 e #2.

Quando fico em jejum eu fico burro e mau-humorado. Mas, sacrifícios são necessários e esse até que eu tiraria de letra se não fosse um detalhe: Assim que me apresentei para fazer os benditos exames a atendente me informa que meu plano não cobriria exames admissionais.

Fiquei PUTO! Mas mesmo assim tentei manter a calma e argumentei: Mas a moça de ontem disse que eu poderia vir com o cartão, que estava tudo certo! Ela até já me deu os coletores! Eu mostrei exatamente este papel que está nas suas mãos! Ela escreveu no verso!

Ela pode ter se enganado, senhor! – excelente contra-argumento. (tem hífen?)

Então perguntei o que eu faria e ela me orientou a procurar um médico do meu plano de saúde pra ele pedir os exames ou então eu deveria pagar... Eu só consegui pensar assim: Se a de ontem tivesse me falado isso eu iria ao tal médico. Terei que ficar 12 horas na banguela de novo? E ainda vai dar tempo pra eu conseguir tudo? Resumo: resolvi pagar logo a bagaça pra me arrepender 30 minutos depois do exame... Me senti mais Esaú que nunca...

Mas depois de colocar algo na boca minha capacidade de gerir problemas foi se recobrando quando lembrei que ainda tinha os outros: Puxa! Estou a poucas quadras de uma outra clínica que talvez tenha este exame e eu já fui atendido lá, então, é pra lá que eu vou!

Chegando na quadra constato o óbvio de Taguatinga: Não há vagas!

Resolvi esperar com o motor ligado e uma senhora com duas crianças aciona seu alarme a certa distância. Neste segundo um distinto senhor para uma van na minha frente e eu já entendia sua pretensão. Fiquei esperto e quando a senhora saiu com o carro eu coloquei o meu numa rapidez que não dera tempo nem para o distinto cidadão engrenar seu carro. Assim que sai o carro o cara me chama e diz que ele estava na minha frente em relação a vaga. Como eu já estava bravo eu disse que eu o vi chegando, eu estava com o motor ligado, seta ligada, com a mão para fora mas que ele poderia ficar com a vaga sim. Eu sai, ele entrou e eu estacionei atrás dele e fui resolver o que tinha que resolver. Ainda não havia comido o suficiente pra deixar de ser burro... Pelo menos ele ia ficar lá o quanto tempo fosse preciso pra mim. Nem teve graça pois a marcação até que foi rápida.

Em casa de novo! Fiz meu sanduíche do jeito que eu gosto, repeti, “trepeti”... Hora de voltar à realidade – enquanto isso meu instrumento encostado o que é realmente muito bom para um músico – e tentar marcar os demais exames. Manhã quase toda comigo num fone e minha esposa no outro tentando as benditas.

Se você for nomeado num concurso e quiser fazer os tais exames NUNCA diga que é para um concurso público. A maioria está cagando pro seu prazo e pra sua posse. Demorei metade da manhã para entender isso mas isso me trouxe um outro percalço.

Uma das atendentes havia me dito que havia vaga para determinado exame apenas na quarta mas que não poderia ser feito sem um pré-exame. Minha esposa insistiu que era urgente e veio uma idéia boa de uma boa alma caridosa que não se encaixa na maioria que citei: O Dr. Fulano estará na emergência na segunda-feira. Venha na emergência e explique a situação pra ele e ele fará o pré-exame. Acho que pode dar certo. Sua consulta já está marcada para quarta que é quando será feito o exame que precisa - Puxa! Animei na hora!

Não foi o que aconteceu. O médico não deixou eu nem terminar a primeira frase e já perguntou: É para admissão em concurso público?

Após minha afirmativa ele já emendou: “Seu plano de saúde é para cobrir doenças. O senhor não está doente!” – isso porque não estou a fim de contar toda a conversa...

Liguei pra minha esposa na mesma hora que, por sua vez, ligou no plano de saúde pedindo explicaçãoes, até ameaçou ligar pra ANS e o escambau. A operadora do plano disse que isso foi uma atitude errada do profissional e que teríamos uma resposta sobre o caso em até 3 dias úteis.

PUTZ!!! 3 dias úteis pra uma resposta? Daqui 3 dias é dia 10/02 e minha perícia na Secretaria de Educação é dia 11/02 7:30hs... Continuo sem resolver meu problema... Daqui 3 dias eu terei um “Sinto Muito” por e-mail que e vou apresentar ao médico do trabalho. Será que ele aceita...

Ainda hoje tentei outras clínicas particulares e ninguém tem vaga. Se eu soubesse que era pra pagar tudo eu já agendava na quinta-feira mesmo tudo, não é? Agora não consigo as desgramas nem pagando!!!

Amanhã farei uma peregrinação pelos exames. Será que essa saga terá reviravoltas (aqui eu posso tirar o hífen, que eu saiba) ????

Um comentário:

Make $$$ disse...

Amigo tens um blog tao interessante, pq nao ganhas $ com ele? Visita-me :)